Viagem

Diário da pessoa que não quer ir embora da Irlanda nunca mais! – Irlandesisses da Nina

03/01/2012
Tá pra nascer pessoa mais enrolada que eu né? Pois é, meses prometendo pra maninha um post sobre a Irlanda e um sobre Londres. Na verdade eu comecei o de Londres, mas estou tentando não ser muito malvada, então vou reescreve-lo… mas vamos ao da Irlanda.
Eu não vim pra Irlanda de caso pensado. Na verdade eu mal sabia qualquer coisa sobre a Irlanda quando decidi vir pra cá. Eu vim pra estudar inglês, porque até você pode saber inglês estudando no Brasil, mas nada é como morar em um lugar em que na maioria do tempo você é obrigado a falar a língua (apesar de que aqui é cheio de brasileiros). A Sel, minha amiga que veio comigo é que tinha esse sonho e como estava mais em conta e não era tão impossível como ir para os EUA, resolvemos que o luga seria esse. E vou contar, a surpresa de vir pra cá foi a melhor possível.
Rio Liffey e Há’penny bridge que se chama assim porque era cobrado 1 penny pras pessoas atravessarem a ponte a muitos anos trás!
Dublin é uma cidade incrível. É minúscula, com um climinha de cidade do interior, mas que tem tudo que você precisa. Não ter preço você poder ir em quase todos os lugares sem precisar pegar ônibus, ou andar tranquilamente pela rua sem precisar ficar segurando a bolsa e olhando para todos os lados e trombando em 1000 pessoas por segundo.
Bom mesmo é que, mesmo com essa coisa de interior a cidade é cheeeia de coisa pra fazer e lugares pra visitar. Dublin é muito cultural e sempre tem um festival rolando, muitas galerias de artes, mostras de  fotografia, musica, teatro, cinema… fora os milhões de pubs (bares) que são super tradicionais e a maioria tem musica irlandesa ao vivo todas as noites.
Grafton Street – rua fechada cheia de lojas de marca, cafés e alguns pubs bacanudos!
Os Irlandeses são fantásticos também. Posso dizer que não muito práticos pra muitas coisas, mas se você precisa de uma mãozinha pode contar com eles. São muito legais e prestativos. Se você quer ficar perdido na cidade pode esquecer porque sempre vai ter alguém que vai te indicar pra onde você tem que ir, ou que vai levantar de trás do balcão da loja e te levar na loja concorrente pra comprar o que você quer, porque na loja dele não tem… pois é… é assim mesmo por incrível que pareça.
Mas aqui em Dublin tem gente de muuuuitas nacionalidades, a maioria dele poloneses, indianos e coreanos. As vezes é difícil achar um Irlandês de verdade…hahaha… mas a mistura é bastante interessante até porque as culturas são muito diferentes.
Spire – Monumento na principal avenida de Dublin (O’Connell Street) que dizem ser a maior escultura do mundo (112.2 metros de altura).
Vão aí algumas diquinhas pra quem pensa em passear por aqui e coisas legais de Dublin pra vocês verem porque eu amo muito tudo isso!

Coisas engraçadas dos Irlandeses

Aqui você se surpreende com as coisas quase que diariamente. Os Irlandeses são muito “específicos” em muitas coisas… hahaha.
As meninas aqui adoram se produzir com acessórios, cabelos esquisunfos e principalmente maquiagem. Algumas exageram e bastante e os cabelos parecem ninhos. Elas adoram usar apliques no cabelo e um tal de Self Tan (alto bronzeamento) que as deixa alaranjadas… sim, alaranjadas mesmo… muito esquisito principalmente quando elas passam o lencinho (sim, é um lencinho de bronzeamento) não muito uniformemente.
Algumas pias aqui tem água quente e fria, só que por exemplo no meu apartamento, assim como em outros lugares, as torneiras são separadas. Então, ou você frita ou congela sua linda mãozinha.
Aqui é uma cidade em que as festas típicas não existem…. as não típicas também não. Acho que é mais incompetência do pessoal das organizações de cultura e turismo, mas eles não tem comemorações publicas de natal, réveillon e nem de Halloween, que nasceu aqui. Tem eventos fechados, mas nada na rua para todos poderem participar.
Sel e eu fantasiadas pro Halloween em uma caminhada pra crianças que fomos! Há!
A ajuda do governo aqui para as pessoas pobres (comunidade viajante, muito famosa e briguenta) é outra coisa pouco prática e até ridícula. Eles recebem cerca de 200 euros por semana pra fazer nada (ou ficar bebendo e brigando na rua) e esse dinheiro pode ser tipo…pra sempre. Eles não precisam fazer cursos pra merecer ou é só até arrumarem emprego… é pra sempre mesmo!
O Irish Breakfast é mara… imagina a delicia de acordar cedo e mandar ver num pratão de feijão doce (é, o feijão aqui é doce), salsicha, black e White pudding (é uma coisa de carne), ovo etc! Ô lelê! Claro que eu provei isso na hora do almoço né!
Irish Breakfast na hora do almoço… claro!

Lugares legais e coisas pra fazer

Como eu disse antes, Dublin é muito cultural e tem muuuita coisa pra fazer. Vale ficar de olho na internet (e fuçar muito mesmo) ou ir frequentemente em algum lugar pegar panfletos pra saber o que rola de novo (porque é quase impossível ficar sabendo das coisas que acontecem aqui por outros meios).
-National Museum Decorative Arts and History
Mas em dias normais ir em museus, galerias ou andar pelos parque é a melhor coisa pra se fazer. Os museus são muito legais e cheios de coisas interessantes. O meu Preferido é o Collin Barracks que é um dos “Museum of Ireland” (Decorative arts and History – são 3 diferentes), quem tem toda a história da Irlanda, das guerras e objetos do mundo todo e de várias épocas.
O museu é enorme e fica em uma base militar lindona. A National Galery tem quadros muito famosos de artistas do mundo todo e artistas irlandeses, museu de arqueologia é bem legal também. O Dublinia que conta a história dos povos antigos que habitaram essas bandas é fantástico e muito divertido. Tem também as Igrejas, maioria anglicana em que a celebração e os corais são maravilhosos), que são uma aula de história a parte.
Tem também o Irish Museum of modern art, que é lindo e sempre tem exposições novas e as construções históricas, como a Kilmainham Gaol (cadeia) que é bastante interessante.
Eu brincando com os menininhos da Idade média no Dublinia.
Dos parques, recomendo demais pra quem tá aqui ou um dia virá uma volta de bike no Phoenix Park. É o maior parque urbano da Europa e é lindo. O mais legal é que você pode chegar pertinho dos veados que moram lá, soltos, enormes… tão emoção!
Eu e meus amigos da espanha (Higi e Francisco) no Welington Monument no Phoenix Park.

Temple Bar… ah temple bar. Essa é a parte Belo Horizonte de Dublin. Um bairro cheio de pubs de todos os tipos, com musica irlandesa da melhor qualidade ao vivo, bebuns everywhere, galerias de arte e cinemas mais descolados, lojas de coisas vintage, artísticas, caras e cheias de coisas diferentes que deixam a gente louco. É uma das partes mais antigas de Dublin também e é muito bonito e aconchegante. Mas falando de pubs, o que eu mais gosto e queria morar lá não fica no Temple Bar. Se você quiser se sentir irlandês de verdade o lugar se chama Cobblestone. O pub é lindo, escuro, musica boa inclusive com artistas irlandeses

famosos…bem bem legal.
Rua do Temple Bar

Arredores

Como eu tô pobre no momento, não dá pra ficar viajando pra todos os lados, mas a região metropolitana de Dublin é uma boniteza a parte. Tem muitas cidades bem pertinho de Dublin, pequenas e lindas, deliciosas de ir pra passar o dia. É o caso de Dalkey, Dun Laoghaire, Bray e Howth e Malahide (que tem um castelo lindo). São todas na costa então se você for corajoso suficiente pra entrar na água gelada pode ir na praia em Bray, ou só caminhar por Howth, ver um pouco de história em Dalkey e saber um pouco de como viviam os Tudors… interessante.
Não muito perto, mas perto aqui de Dublin tem um lugar que eu amei que se chama Glandalough. No passado lá foi um monastério e tem 7 igrejas, uma torre e um cemitério. Fora isso, é um parque lindo que você pode passar o dia andando pelas trilhas (tem 2 lagos maravilhosos) ou fazendo pic nics. No caminho de Wicklow passei por onde gravaram a cena de batalha de coração valente e a cena do filme P.S. I Love You onde a Holly encontra o Gerry pela primeira vez (<3 <3).
Glendalough
Já viajei pra Irlanda do Norte também. Visitei Giant’s Causeway que é lindo e Hope Bridge. Da Hope Bridge dá pra ver terras escocesas. É um lugar muito alto e muito legal, umas montanhas/penhascos na beiradinha do mar. O Giant’s Causeway é uma coisa louca. São colunas de pedra, todas em formatos geométricos com 5 ou 6 lados que foram formadas por erupção vulcânica.
Giant’s Causeway
Estou planejando pra agora em janeiro visitar outros lugares tipo Cork, Galway, Dingle (do filme Casa Comigo (Lip Year) e mais uns outros lugares e durante os próximos meses ir dar um rolé na Europa (Espanha, Alemanha, Itália e vários outros mais pra frente tipo num big mochilão). Tô vendo o tanto que vou ter que trabalhar…OMG! =p
Agora eu acho que tá bom né? Falei demais, mas falo denovo que a experiência aqui está sendo ótima e acho que todo mundo deveria fazer isso um dia, nem se seja só por poucos meses. É fantástico fazer parte de outra cultura e viver todos esses desafios (de língua, de convivência… além de conhecer muitas coisas novas, viajar, conhecer gente de tudo quanto é lugar. Quiserem dicas, perguntar alguma coisa etc… comenta aí que eu respondo!
Entre Bray e Greystones

=)

Por Nina Duoli

Eu sei que o post ficou um pouco grandinho, mas vale muito a pena ler. As dicas da Nina são ótimas e ela escreve como se estivesse contanto pra você. Delícia de leitura! Agora estou aqui morrendo de vontade de conhecer a Irlanda…oh God. 

Pra quem não se lembra, fiz um post especial pra ela aqui, quando recebi o cartão postal que ela me enviou.
Os créditos de texto e fotos são dela. Gostaram do post? Eu amei!! Obrigada maninha linda do meu coração! Aproveita bastante aí! Amo você e to com saudade.

Você Também Pode Gostar

8 Comentários

  • Reply Prysciane Moraes 03/01/2012 at 21:01

    Olá, ameei o seu blog, e já estou te seguindo *-*
    Passa no meu blog e me segue tbm?
    Feliz 2012, sucesso!

    http://www.lookdediva.com/

    Beeijos.

  • Reply Nina Duoli 03/01/2012 at 21:39

    Ahhhh Valeu maninha… ficou bunito com essas molduras einh… curti demais! Depois eu faço o de Londres tb e quando for viajando vou fazendo se vc quiser. Adorei o efeito na foto d musu tb… ficou mais bonito…hahah!

    Beujoooo… saudade mta tb…tinhamu!
    =)

    • Reply Patricia Lima 21/11/2014 at 19:57

      Aaaaah! Que tudoo Londres. <3 Lindo D+!!! Amoooo. Sonho em conhecer também. <3 <3 🙂

  • Reply Anonymous 04/01/2012 at 13:24

    Oi, Nina. Sou irmão da Daniela, da sua sala aí na Irlanda. Parabéns pelo blog, escreve muito bem e passa uma idéia detalhada do que acontece aí com vocês. Realmente é um lugar maravilhoso. Aproveite bastante e tenha muito sucesso em sua viagem…
    Guilherme

  • Reply Nina Duoli 04/01/2012 at 18:51

    Ei Guilherme, obrigada!
    O Blog é da minha amiga, Flávia, é bem legal né! Ela vinha me cobrando esse post a tempos…hahaa…
    Aqui é lindo mesmo e vc deveria aproveitar e vir visitar a Dani (que aliás é um amor né! heheh).
    Bjokas! Valeu pelo comentário!
    =)

  • Reply Patricia Lima 21/11/2014 at 19:55

    Nossa que lugar lindo. Tenho um amigo meu que foi passar uma temporada ai esse ano para estudar também e as fotos são maras iguais a de sua irmã. Estou pensando em fazer curso de Inglês ai também com meu namorado. Amei o post. Tudo mega explicadinho, não nos deixa com nenhuma dúvida sobre o lugar. Estou cada vez mais perto de realizar meu sonho de viajar para fora e ainda por cima passar um tempo, vontade eu tenho, agora só falta perder o medo de avião, que por enquanto não entro por nada kkkkkkkkkkkkkk Meu namorado disse que vai me dar um calmante para eu conseguir, pois ele quer ir o mais rápido possível, socorrooooooooo. kkkkkkkkkkkkk Resta Orar e ir com Fé, seja o que Deus quiser. Adoro ler sobre a experiência das pessoas fora do país. Estou louca para fazer um mochilão também. Vamos ver! Vamos ver! <3 Beijooos <3 🙂 😉

    • Reply Patricia Lima 19/11/2015 at 00:13

      Ainda não consegui perder meu medo de avião. :/ Mas um dia chego lá. <3 Bjus Bjus flor. <3 😀 😉

  • Reply Rafaela Verena Silva Melo 27/11/2015 at 10:54

    Que diva você! Deve ser um lugar encantador, pois as fotos já nos passa isso. Ainda vamos para Londres!

  • Deixe uma Resposta