O que fazer quando a autoestima e o amor próprio estão em baixa? Esse assunto pra mim sempre foi muito difícil de lidar. Eu sou uma blogueira mais discreta, gosto de falar bem pouco sobre minha vida pessoal, sobre sentimentos mais profundos. Volta e meia falo sobre comportamento aqui no blog, mas nada muito específico ou complicado. Acontece que tenho passado por uma fase (longa) de autoestima baixa e falta de amor próprio. E estou tentando encontrar meios de resolver.

Cresci ouvindo que era feia, burra, magra demais, alta demais pra minha idade, que tinha cabelo ruim, que era branca demais. E que por mais que eu tentasse, me esforçasse na escola, minhas notas nunca eram boas o suficientes. Eu não era boa o suficiente, pra ninguém. Na adolescência tudo só piorou. E certamente, uma criança que ouviu todas essas coisas, vai se tornar um adulto com problemas de autoestima e amor próprio. E aí tive um relacionamento de 1 ano e meio que parece ter me estragado de vez. Me transformei numa pessoa ainda mais insegura, que de fato, não confia no próprio taco.

Difícil admitir, mas realmente não me acho, não me sinto bonita. Feliz a mulher que consegue se sentir bonita com pouca ou nenhuma maquiagem. Que se sente confortável nas próprias roupas, no próprio corpo. É uma luta diária, desde sempre, pra me aceitar do jeito que sou e tentar melhorar algumas questões. Mas sinto que estou perdendo essa luta. Quantas vezes já cogitei terapia, mas recuei por ser caro demais.

E a sociedade (homens especialmente) continuam não colaborando, né? Os tais padrões de beleza que colocam a gente sempre como objeto. Mulher tem que ser magra, sarada, gostosa, ter cabelo comprido, peitão, bundão, pernão. Não é fácil. Você nunca será bonita o suficiente, a grama do vizinho é sempre mais verde. Tantas comparações, elogios não dirigidos a você, olhares não direcionados a você. Tanta gente com vergonha do próprio corpo por causa de gente sem vergonha da própria língua.

Normalmente venho aqui para dar dicas de “como fazer”, “como usar”, resenhas e afins. Tudo pronto e mastigadinho pra vocês. Mas a verdade é que hoje, estou perguntando pra vocês: o que fazer quando a autoestima e o amor próprio estão em baixa? Quando você tem problemas em se aceitar, não enxerga que é sim uma pessoa linda, bacana, inteligente e incrível?! Quando você se olha no espelho e não gosta do que vê, mas não tem forças ou meios para mudar?! Quando os padrões parecem importar mais do que a originalidade?! Quando você não se ama de verdade?!

De que forma vocês lidam com essas fases? Como vocês agem quando se sentem assim constantemente? Se você também tá se sentindo meio pra baixo, de mal consigo mesma, chega aí, vamos conversar. Talvez a gente consiga se ajudar. 😉